<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, Fevereiro 10, 2005

Novo projecto: PARANÓIAS AVULSAS

terça-feira, Dezembro 07, 2004

Não era suposto este centésimo post estar reservado para a despedida mas o acaso teve mais força! Por motivos óbvios (falta de tempo e disponibilidade mental) vou ter de deixar de escrever neste simpático blog, que tantas tonterias me aturou e que, no fundo, me fez feliz. O meu estado semi-neurótico a muito se deveu a este blog que servia de escape às minhas considerações menos próprias, diria mesmo, menos felizes. Se não fosse ele era neurótico a 100%, digno de um case-study em qualquer Júlio de Matos.
Quero agradecer a Rui por ter dado uma ajuda preciosa para construir a reputação de blog intragável que foi sendo criada, e também a todos que, em buscas por batatas fritas no Google, vieram aqui parar e nunca mais voltaram. A todos vocês o meu muito obrigado.
Até já.

quinta-feira, Novembro 18, 2004

O que Marcelo tem que a Baiana não tem?!

Muitos se interrogam sobre o que se passou no caso Marcelo mas o importante não é o caso Marcelo per si, mas sim o que faz de Marcelo Rebelo de Sousa um comentador/professor/politico tão apetecivel. Julgo que não há uma só razão, nem um certo número de razões óbvias, há sim uma panóplia de razões ocultas que escapam ao comum dos mortais. Regra geral a diferença de Marcelo para todos os outros é o que ele sabe e o que ele sabe que os outros não sabem! (Se lerem bem percebem que não é redundante, embora pareça)
Fica aqui uma pequena lista do que Marcelo sabe e que mais ninguém sabe.

-A cor do burro quando foge
-A coordenadas para a Atlântida
-A razão do sucesso dos Malucos do Riso
-Onde está o Wally
-O que é o sistema no futebol português
-O segredo da eterna juventude
-Como dar o campeonato nacional ao Benfica sem ser preciso ir buscar o Mourinho ou assassinar o Pinto da Costa
-Como tornar Portugal num país evoluído/chato como a Suíça ou o Canadá
-Transformar uma conferência de imprensa de um membro do Governo num atentado ao regular funcionamento das instituições democráticas

quarta-feira, Novembro 03, 2004

Ando muito preocupado com o futuro de um dos símbolos mais carismáticos da história de Portugal. Ele é tão grande que até há morsas (ou algo parecido) no oceanário com o nome dele. Estou a falar do grande (D)Eusébio. Para alguns conhecido tão somente por "King".
Esta figura do futebol mundial é uma referência para todos os adeptos de futebol, para todos os não adeptos e para todos os que nem sabem o que é o futebol!
No entanto, anda por aí um ciclone, que para além de ser um jogador horrivel, está cada vez mais próximo de igualar o número de golos do King ao serviço da selecção nacional! Esse banana desse Açor, Pedro Pauleta, está a cerca de 8 golos do record do King. Acho que para o regular funcionamento da instituições democráticas o ciclone dos Açores nunca mais devia ser chamado à Selecção Nacional. Vejam o risco de num Portugal-Malta o palerma marcar 8 golos! Prefiro não me qualificar para o Mundial de 2006 na Alemanha a ver o record do King batido!
Por isso fica aqui o apelo, Sr. Mister Chocólari não volte a convocar o pseudo-bom-jogador de futebol Pauleta e deixe-o ficar a dar toques numa bola de queijo flamengo enquanto o King dá autógrafos na bancada.
Como última nota quero salientar que o facto de odiar o jogador de futebol Pedro Pauleta, esse banana, não alteraria a minha opinião em relação à manutenção do record nas mãos, mas principalmente pés, do Rei Eusébio.

quinta-feira, Outubro 28, 2004

Há algum tempo estava eu de passagem pela Estefânia (ou como dizem os americanos, Stefanie) e vi um café/snack-bar, mínimo, de seu nome "Banquete".
Houve logo qualquer coisa em mim que achou que algo não estava a bater certo. Como é óbvio, é impossível ir a um banquete e morder um snack. Se vamos a um banquete não é para fazer dieta...vamos rebentar com as costuras. Vamos comer como se não houvesse amanhã! Ninguém vai a um banquete beber um café e come um pastel de nata! Vai-se para acabar com tudo o que nos aparece pela frente!
Por outro lado, é complicado ir a um snack-bar e fazer daquilo um banquete. Ou estamos com uma fome inacreditável ou temos um conceito muito restrito do que é um banquete para uma merenda e um quarto de leite vigor servirem de banquete! Banquete tem de ser farto e não picar qulaquer coisa antes de voltar par o trabalho! É preciso tempo, preparação psicológica e vontade de estar horas refastelado a emborcar tudo o que faz mal à saúde!
Outra coisa, é impossível haver banquetes de vegetarianos e coisas do género. Ninguém espera uma panóplia infindável de saladinhas e comida low-fat. O que se quer é carne, vinho, doces, mariscada e tudo o que tenha gordura e açucar! Não pode haver banquetes vegy! É quase contra-natura!
São conceitos paradoxais que não puderão ser utilizados ao mesmo tempo! Deixo aqui mais um apelo: Cuidado com o nome que dão às coisas, é enganador pensar que há banquetes num snack-bar!

segunda-feira, Outubro 18, 2004

Os amigos
Para mim, como para qualquer outra pessoa, os nossos amigos são os melhores amigos que se poderia ter. Mas será que esses mesmos amigos continuariam a ser tão bons amigos se não fossem vossos amigos? Se fossem amigos do Zé da Horta continuavam a ser tão boas pessoas e com as caraterísticas que faziam dele vosso amigo?
Claro que não!
Ele só é assim tão porreiro porque é meu amigo! Se fosse amigo de outrem ele era um idiota chapado! Tudo é relativo a nós, nós fazemos dos outros boas ou más pessoas, se não gostamos de alguém, mesmo sem a conhecer, é óbvio que é por ela ser má pessoa! Senão ela era nossa amiga!
Há outra questão importante nas amizades que se nota quando conhecemos um amigo de um amigo. Se o amigo do amigo for um tipo muito porreiro é quase impossível não o voltar a ver, é natural que esse amigo do amigo volte a encontrar-se com os meus/vossos amigos. Não notam que quando falam sobre esse amigo do amigo dizem sempre qualquer coisa como: "O gajo era muito porreiro!" Ou "Esse teu amigo é um tipo porreiro, traz o gajo mais vezes!" ou então "Epá, quando trazes aquele teu amigo com piada para a nossa noite de poker?!".
É virtualmente impossível não voltar a ver uma pessoa que daria um bom amigo. Ele acaba sempre por aparecer!
No entanto, se ele nunca mais aparece (porque, por exemplo, foi viver para o Djibuti) nós dizemos "Epá que pena que o gajo se tenha ido embora, era uma boa aquisição para o nosso grupo de amigos", ou mesmo "Olha...mais um gajo que se perdeu...".

segunda-feira, Outubro 11, 2004

Hoje, na minha faculdade, houve a recepção ao caloiro, que é uma coisa muito bonita, sem piada e com um espírito muito fraquinho (pelos por estas bandas!). Mas a constatação mais engraçada não são os caloiros mas sim os mais velhos e a sua luta pelo poder.
Ora vejamos, há aqueles, regra geral filhos únicos ou o filho mais novo, que mandam e mandam e mandam. Tudo tem de acatar as ordens deste sargento, é tudo muito pareceido à recruta militar dos comandos! Esta espécie não da minha predilecção, até porque sou filho mais velho e não ia gostar de ver o meu irmão nestas figuras, tão autoritárias. Eles gritam, eles chamam, eles indicam, que chatice, tudo tem de ser à maneira deles!
Há outros, que têm a minha compaixão, que aparecem neste dia como sabios da antiga Grécia, fazem discursos moralistas, mostram o lado bom de tudo o que há de mau numa faculdade de Direito (bolas...não queria ter dito isto!). Estes Tónis, para além do discurso barato, pensam que vão ser para sempre recordados por umas caloiras ingénuas que foram na conversa do "ajudar o próximo", mas estão enganados, vão ser para sempre lembrados como aqueles que falam e não dizem nada.
No entanto, há uma classe que é pouco visivel mas que merece toda a atenção, a dos que "estão escondidos o ano todo e depois aparecem como grandes senhores da faculdade". Estes aparecem devidamente trajados, cheios de pompa e circunstância, todos importantes, todos limpinhos e radiantes, mas que depois desaparecem para todo o sempre perdidos entre uma sala de estudo e uma biblioteca! Esta é a categoria mais normal, aquela que não chateia ninguém e até empresta uns apontamentos!
A minoria está representada por aqueles que não aparecem o ano todo, vão aos jantares e festas, pagam propinas mas no fundo gostam é de dizer que estão na faculdade, que é tudo muito giro, mas não fazem um charuto!
Atenção: Esta fauna só pode ser reconhecida no dia/semana das praxes. Por favor, não percam tempo a tentar encontra estas espécies durante todo o resto do ano lectivo, é uma perda de tempo! Eles só saem à rua nestas ocasiões!

segunda-feira, Outubro 04, 2004

Alguém lhe tocou à campainha. Ele foi atender, dizendo em jeito de pergunta no intercomunicador:
- Faz favor?
- Dica da Semana.
- Sim?
- Dica da Semana!
- Diga.
- Dica da Semana.
- Faça favor de dizer.
- O quê?
- Qual é?
- O quê?
- A dica da semana.
- Sim, exactamente, é a Dica da Semana.
- E pode dizer então qual é a dica da semana. Ou tem de subir e dizer-me em pessoa? Eu não fazia ideia que vinha alguém de casa em casa todas as semanas dar dicas.

quarta-feira, Setembro 29, 2004

Confesso que tenho uma pancada por programas de televisão maus, quer dizer, péssimos. A minha última grande paixão é o "Levem tudo menos a casa" provavelmente das piores coisas que eu tenho visto! Das coisas que mais gosto no programa é o veterano apresentador, Carlos Ribeiro, que se instala, confortavelmente em casa do concorrente e avalia o recheio da casa.
Não esquecer que este Senhor da televisão nunca fez um bom programa televisivo, por isso reparem como este deve ser bom. Quero só fazer uma ressalva rápida: O "Made in Portugal" era muito bom (em termos cómicos).
O que me deixou surpreendido com este programa (após alguma pesquisa) foi o facto de ter um share de 27,6% no dia de estreia, o que significa que o programa é mesmo cómico e que as pessoas acham graça a palermices e a programas ranhosos!
Atentem bem à menina que leva os artigos da casa e ao rapaz de fato de macaco que aparece para roubar o prémio perdido.
Mas, como não podia deixar de ser, as pessoas que estão a assistir ao programa são o melhor de tudo. São, regra geral, elas que inscrevem o concorrente, daí estarem muito mal-encaradas e com ar comprometido.
Só para terminar esta excursão televisova queria só chamar a atenção ao nível de dificuldade (ou não) das perguntas, O quem quer ser milionário que se ponha a pau que o Ribeiro vai atacar.


segunda-feira, Setembro 27, 2004

Uma das frases que mais gosto é: "Já não se fazem... como dantes!" Concordo em absoluto, mas é uma expressão utilizada para depreciar o que é feito actualmente, que, a meu ver, é de melhor qualidade. No entanto há coisas que não podem entrar nesta expressão, não se pode dizer "Já não chove como dantes". O fenómenos naturais são sempre iguais, pode é haver com mais ou menos frequência. Mas dizer coisas como "Já não se fazem banheiras como dantes" ou mesmo "Já não se fazem moedas como dantes" é algo estúpido porque as coisas são praticamente iguais, pouco mudaram ao longo dos anos e se mudaram só estão melhor!
É certo que dantes as coisas eram feitas com mais amor e carinho e que agora só são feitas conforme as contrapartidas monetárias ou conforme as indicações do sindicato, mas há coisas tal como no antigamente. O sabonete é exactamente igual há 100 anos, tal como as facas e garfos, os pratos, são coisas que são iguais e serão (espero eu) sempre iguais. Por isso avô chega de dizer como seu tempo é que era, que na altura todas as coisas eram melhores que as actuais.
P.S.- É bom saber que estas missivas aos avós não chegam a ser lidas porque no tempo deles não havia computadores! E se houvesse era de certeza melhor!

segunda-feira, Setembro 20, 2004

Hoje o Batata Quente faz um ano de vida! Quem diria que este blog, mantido de uma forma algo desleixada, comparando com os milhões de blogs que andam para aí, chegaria a este belo dia! Quero agradecer ao Rui e aos seus posts, que juntamente com os meus, tornaram o Batata no local mais irreverente da blogosfera nacional! Está bem... não é irreverente, nem bom, nem fundamental para o regular funcionamento das instituições democráticas, mas é feito com muito carinho para os nossos milhões de fãs (como se pode ver no contador!) que nos seguem desde o primeiro dia!
Obrigado a todos pelas visitas e prometemos que continuaremos a dar o nosso melhor para tornar a blogosfera numa esfera melhor.

segunda-feira, Setembro 13, 2004

Há determinadas coisas com os reformados que eu não compreendo, uma delas é a noção de tempo que eles têm. Não estou a dizer que não sabem ver as horas, mas que não fazem as coisas às horas que deviam fazer. É certo que com a idade não se dorme tanto, mas acordar quando o galo canta é um bocado exagerado! Acho que estão demasiado influenciados pelo slogan/provérbio "Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer." Crescer já não crescem por isso mais vale aproveitar a saúde que o sono! Mas o que mais me faz confusão são as horas das refeições, especialmente aquele jantar às seis da tarde, e quando lá vão os netos pode ser que se jante às loucas 19 horas, tudo porque as crianças estão mal habituadas! Às 6 da tarde é muito agressivo!!!
Contudo o que eu gosto mais é a desculpa do jantar cedo para ficar logo despachado, mas despachado quê? Estão reformados, têm todo o tempo do mundo e querem ficar já despachados para quê?! Para a telenovela das 7? Para o preço certo em euros? Não entendo!

quinta-feira, Setembro 02, 2004

Eu, como a maioria dos homens, não gosta de ir às compras e as compras que fazemos são em regra muito boas ou muito estúpidas. Por exemplo, achamos que comprar o mesmo modelo de calças mas em cores diferentes é mais simples, mais prático e dá muito menos trabalho! Isto era impossível de ser feito por uma mulher! Mas o exemplo mais frequente é comprar muito mais caro porque se entrou na loja ao lado ou comprar muito barato e aquilo desfazer-se no dia a seguir.
Mas não é isto que mais me incomoda no processo das compras. O que mais me incomoda são alguns funcionários das lojas. Há vários modus operandi conforme o tipo de loja e o tipo de produtos, mas o melhor é aquele que pergunta se preciso de ajuda e depois me deixa sozinho a vaguear pela loja e que quando preciso de ajuda está logo ao virar da esquina.
O segundo classificado na lista de pior modus operandi é aquele empregado que é uma figura quase inexistente, que quando vemos está a fugir de outros clientes e que quando o conseguimos emboscar diz que não é este o seu departamento e que o seu colega está na hora de almoço!
No entanto, há um género de empregado que odeio ainda mais, é aquele empregado melga, chato, cola, que não vende nada mas chateia o cliente por ser tão simpático, prestável e atencioso. Já não vou a algumas lojas porque o empregado está sempre atrás de mim a saber se preciso de ajuda, a dizer que há números acima (a maneira simpática de dizer que devia perder 1 ou 2 quilos), que troca a caixa porque está partida, que está à espera de novas encomendas e sei lá que mais! Gosto de ser bem atendido mas há pessoas que não gostam do estigma de ser português, de gostar de fado, de estar de neura só porque sim. Já era tempo de se aperceberem que há pessoas que gostam de ver um semblante carregado e uma lágrima no canto do olho!
Não há nada que nos faça sentir melhor do que ver uma pessoa que está em baixo. Pensamos logo que não estamos tão mal como isso, o que é bastante reconfortante e ajuda a subir os nossos índices de confiança.
Deixo aqui o apelo aos trabalhadores de comércio tradicional e ao de grande superfície para alterarem o vosso modus operandi, o vosso comportamento não vos leva a lado nenhum, até vão conseguir vender mais e todo o mundo fica mais contente.
Dica: Perguntar ao cliente como é que gostava de ser atendido, darem duas ou três hipóteses e darem uma de actores de Hollywood.

segunda-feira, Agosto 09, 2004

Pior frase que se pode dizer enquanto se toma banho no mar: "Aqui 'tá mais quentinho"

quinta-feira, Julho 29, 2004

Eu, como toda a gente reinadia (que gosta de reinar, do pagode), gosta de ver o Jornal Nacional na Tvi. No outro dia, como todos os dias, lá estava a notícia Tvi do casamento cigano. E fiquei a pensar nisto dos casamentos...
Se houvesse casamentos lésbicos aprovados pela Igreja Católica quem é que esperava no altar?
No casamento lésbico qual é pai da noiva que paga?
E se for um casamento lésbico cigano, se forem os dois pais a pagar, quanto tempo é que demora, sendo que o casamento cigano demora em média 3 dias?

segunda-feira, Julho 19, 2004

Ontem, enquanto andava a pé, reparei numa coisa estúpida, inata ao Homem mas que não tem nada de estúpido. Quero com isto dizer que o assunto é estúpido mas que tem toda a razão de ser!
Não sei se já repararam mas quando andam o braço que acompanaha a vossa perna é o oposto ao da perna. O que significa que o braço que vai para a frente quando avançam com a perna direita é o esquerdo e vice-versa. Mas agora o que tem mais piada é tentarem contrariar este fenómeno. Se o conseguirem, que não é fácil, verão que é, provavelmente, o andar mais estúpido do mundo! Para além de não dar jeito nenhum dá um andar semi-simiesco ou semi-Zézé Camarinha.
Experimentem e digam lá se o Homem não é uma máquina fantástica, se é assim que andamos é porque é assim que tem de ser!

quinta-feira, Julho 15, 2004

Hoje de manhã, quando ia ver se este blog ainda estava operacional, se não lhe tinha acontecido nada durante a noite, descobri o porquê da existência deste blog, o porquê deste nome e o porquê de o Rui e eu sermos os "escolhidos". Como estava com algum sono não escrevi bem "blogspot", escrevi logspot, o que me revelou um site chamado "Aarons Bible University", um Mega site of Bible studies and information. É verdade... este blog está abençoado!!!
Eu sabia que tinha sentido o chamamento do senhor da batata! Afinal havia um sentido para a existência deste blog que eu desconhecia! Agora não é só um blog com bocas, algumas piadas e teorias estranhas, é algo mais, é abençoado pelo Aaron e os seus estudos bíblicos!
Sinto que me tiraram um grande peso dos ombros, agora sei que tudo o que eu disser, por muito estúpido que seja, é porque o destino assim o quis.



quinta-feira, Julho 08, 2004

Mandaram-me por mail a seguinte reflecção: Se 23% dos acidentes de trânsito são provocados pelo consumo de álcool, isto significa que 77% dos acidentes são causados por pessoas que bebem água. Perigosos, esses gajos que bebem água...



segunda-feira, Julho 05, 2004

Os bodes expiatórios da Final do EURO

Como é hábito a culpa em Portugal não pode morrer solteira, para isso há os famosos bodes expiatórios.
Já sei que estão todos a pensar nos bodes típicos como a insistência/existência do Pauleta. Ou a entrada tardia de Nuno Gomes em campo. Mas há outros bodes, menos óbvios mas com mais sentido.
Poucos sabem mas se Portugal tivesse ganho o Euro o povo exigiria um feriado nacional cheio de pompa e circunstância, ora, este Governo e o Ministro Bagão Félix não podiam deixar que isso acontecesse, era péssimo para a retoma económica, era menos um dia de trabalho a somar a todos os dias do Euro!
Por outro lado a greve da Carris no dia do jogo veio agravar a situação, já de si precária, fazendo com que o povo não tivesse um autocarro para destruir, para subir para cima, para o abanar ou para o encravar no Marquês de Pombal. Shame on you Carris!
Mas o verdadeiro bode é constituído por duas mulheres, diria mesmo por duas santas! Entre a Nossa Sra. de Fátima e a Nossa Senhora do Caravaggio. Pois bem, estas duas santas lutaram entre si para ver quem tinha mais influência em Scolari e nos portugueses, a batalha de Scolari foi vencida pela Caravaggio que lutava no canto azul ostentando o título de campeã mundial, enquanto que a de Fátima, no canto encarnado, ostentava um autógrafo do Papa (seu fã) e uma grande massa adepta, que acabou por vencer a batalha dos portugueses. No entanto, teve de ser declarado empate porque cada uma delas tinha ganho um combate, logo nenhuma delas pode entrar em acção com aquela legitimidade habitual, ficaram-se pelo apoiozinho.
Em suma, em suma, em suma ganharam os gregos com os seus deuses do Olimpo e a sua ortodoxia!


sexta-feira, Junho 25, 2004

Depois de Futre regressa o herói do Montijo!!!
Ricardo sem luvas (o Chocolari deve ter feito uma macumba das dele!) defende o penalty que nos leva às meias finais!


segunda-feira, Junho 14, 2004

Apetecia-me dispender algum tempo a explicar o que falta a esta selecção para triunfar, mas estou muito cansado!
Em vez disso vou revelar uma coisa que me perturba há algum tempo. Quando preenchemos aqueles questionários gigantes sobre o que somos e o que fazemos, há sempre um espaço onde escrevemos a nossa profissão e muitas vezes há também um para escrever os nossos hobbies. Mas há um problema, do qual não sofro, que acontece quando a profissão e o hobby se confundem, por exemplo aquele homem que é sapateiro e está no grupo de cantares alentejanos de mértola há 50 anos, já não sabe qual é a sua verdaeira profissão! Aquelas senhoras que são donas de casa mas que dançam e cantam com aquela bonita voz rouca no grupo folclórico para mais de 40 anos, não sabem o que escrever nesse espaço.
Outro exemplo típico é aquele milionário, que nunca fez nada na vida, porque o pai ou o avô fizeram por ele, não sabe o que escrever! Escreve o quê? Latifundiário, rico e/ou diletante?!
O que escreverá uma pessoa como o Presidente do F.C.P., Presidente e proliferador de bitaites ocasionais!? E o Mourinho? 5º gestor mais bem pago do mundo como profissão e arrogante como hobby?! Desculpem...queria escrever arrrogante como profissão!

P.S.-Adoro o Mourinho!


sexta-feira, Junho 11, 2004

Estou em estágio, não tenho ideias para posts! Espero pensar noutra coisa que não bola dentro em breve! Força Portugal!!!(Força Selecção...não qualquer conotação política...ou tem?!)


sábado, Junho 05, 2004

Questão/trauma da semana: Onde está o Saddam???


segunda-feira, Maio 31, 2004

Ando algo perturbado com alguns diminutivos de pessoas. É certo que não é uma coisa muito preocupante mas se não tivermos cuidado pode-se tornar num flagelo que perturbará toda a sociedade ocidental!
Não sei se já repararam mas os diminutivos não são feitos por uma ordem lógica, tanto vêm do início do nome como do fim! Ou então não têm nada relacionado! Exemplo: Pipa para Filipa.
Exemplo: Lena para Helena.
Outro exemplo: Cris para Cristina.
Mas há uns que, a meu ver foram feitos ao contrário. Por exemplo: Dina de Hernandina está errado, ela devia ser Hernan como o jogador de futebol! A Tina não devia ser Tina, devia ser Ernes. A Fernanda devia ser a Fer e não a Nanda! E assim por diante!
Fica aqui mais um apelo, se tiverem que dar diminutivos sejam originais! Escolham os que ninguém tem!


sábado, Maio 22, 2004

Sua excelência, o Ministro de Estado e da Defesa, Sr. Paulo Portas tem, ao que parece, a dentadura mais brilhante de deste lado do Atlântico. Aparentemente foi de ter ido a um spa dentário (mais um conceito revolucionário, para quando um spa auditivo?). Fontes que poderão estar bem informadas (ou não) disseram que é uma nova nova arma que está a ser testada antes de ser utilizada pelo exército português:
- permite cegar o inimigo com o brilho (se o sol estiver de frente);
- o inimigo certamente pensará: se eles tem os dentes tão brancos, certamente que têm razão! Até as cáries não se metem com eles!";
- permite iluminar o campo de batalha à noite, basta apontar uma lanterna para a boca dos homens;
- o inimigo pode ficar com medo que o mordam;
- demonstra a superioridade técnica do ocidente;
- etc.
É um excelente contributo para a NATO! Obrigado, Paulinho por serem quem (e o que) és!


Descobri um site de uma empresa com um nome muito curioso. É daqueles nomes que não têm nada em comum entre a empresa e o tipo de trabalho que executam. Ela chama-se tão simplesmente de Auto Coelhinhos. Como podem reparar é uma empresa comércio de veículos pesados! Como é que se sente aquele camionista que tem um camião de 20 toneladas comprado na Coelhinhos? Aquela placa, junto à matricula, a dizer Auto Coelhinhos envergonha qualquer camionista!!! E eu sei que eles não se envergonham com qualquer coisa!


quarta-feira, Maio 19, 2004

Por razões alheias aos bloggers perderam-se muitos links, se alguém quiser colaborar ou se se sentir injustiçado envie um mail ou escreva um comment com o nome do blog para futura linkagem. Obrigado e desculpem qualquer coisinha!Esperamos resolver do assunto em breve.


domingo, Maio 16, 2004

Uma piada: O Mourinho tem fairplay e muito bom perder.


quarta-feira, Maio 12, 2004

Frase da semana: Homem que é homem não chora...comove-se!!!


domingo, Maio 09, 2004

Ainda a propósito dessa jóia para a cultura portuguesa que é o programa "Um sonho de Mulher" e das questões levantadas pelas perguntas feitas ás moças eu só tenho uma dúvida: Será que os membros do júri saberiam responder a essas mesmas perguntas se estivessem do lado de lá da mesa? Acho que nunca saberemos, mas eu tenho cá o meu palpite...


segunda-feira, Maio 03, 2004

Actualmente há um programa televisivo que me enche as medidas, é ,nem mais nem menos, o Sonho de Mulher! No entanto, acho que é um programa pouco inovador, daí o meu pedido à Sic e à produtora do programa que façam, logo de seguida, o Sonho de Homem!
Já tenho algumas ideias para o casting e o que o programa devia procurar no homem português. É necessário um homem moderno, inteligente, culto, bom falador e, acima de tudo, TUGA!
Para isso reuni alguns critérios fundamentais para a escolha, entre os quais:
- Profundos conhecimentos de vinhos, sejam eles a martelo, em garrafão, em pipa ou aqueles para gente fina que vêm em garrafas!
- Um bigode de tamanho apreciável, sendo que deve ter registo fotográfico (ex. Carta de Condução) para comprovar que o usa desde os 18 anos ou há mais de vinte!
- Plena capacidade para beber 20 imperiais acompanhadas pelos respectivos tremoços ou amendoins.
- Tem de possuir não menos do que 30 ferramentas, sendo necessária ter, pelo menos, 5 ferramentas repetidas ou características ligeiramente diferentes, para comprovar que sabe do assunto.
- Barriga.
- Tem de possuir um profundo conhecimento em matérias como futebol, mecânica, canalizações, carros, espingardas, electricidade, álcoois diversos (preferencialmente saber do que é composto o VAT 69), entre outros.
- Ter um manacial diverso de anedotas.
- Possuir, pelo menos, um exemplar do Quim Barreiros e Roberto Carlos ou seu sucedâneo.
- Conhecer os filmes protagonizados por Bruce Lee, Chuck Norris, Terence Hill e Bud Spencer e todos os Western's que já passaram num Domindo à tarde.
- Não saber quem foi Gutenberg ou Picasso, se não souber nenhum dos dois ou se julgar que são jogadores de futebol tem bonificação extra.
- Conhecer 10 tascos tipicamente de bairro onde se pode comer uma farta refeição por menos de €4.
Para mais informações dirija-se à tasca da sua zona e peça um folheto informativo do concurso.


sábado, Abril 24, 2004

O mistério está resolvido! Já se descobriu a solução do estranho caso do R desaparecido nos cartazes do 25 de Abril. O Director geral encarregado de ditar o texto à gráfica era daqueles que não dizem os erres... A pista foi que a versão original do cartaz dizia apenas: Abil é evolução. O único problema é que o corrector automático do word, que indicou o erro ortográfico no nome do mês, mas não o erro histórico no nome da coisa.


sexta-feira, Abril 23, 2004

Adoro comida!
Adoro comer!
Adoro o ritual de comer bem!
Contudo, o que é comer bem? Quanto é que vale uma boa refeição num local sossegado e em boa companhia?
Resposta: Não tem preço!
Mas se fosse preciso comer a mesma comida até ao fim das nossas vidas o que é que cada um escolheria? Tendo por base o livro "À Mesa com a Nossa Selecção" e este artigo d'O Jogo diria que Fernado Couto comeria camarão tigre com pasta fresca e que Rui Jorge comeria arroz de cabidela.
Mas eles estão errados! O Deco é o que está mais próximo da resposta certa. A sua Picanha é a resposta mais próxima do que 99% dos homens escolheriam para refeição até ao final das suas vidas! (Só não digo 100% porque há homens com deficiencias genéticas ou porque foram corrompidos pela sociedade, leia-se pelas mulheres!)
Ao contrário das mulheres que escolheriam um peixinho grelhado ou umas saladinhas como repasto para uma vida, o homem escolheria sem dúvida o bom Bife, cheio de molho, batatas fritas e arroz. Com uma carcaça para molhar no molho e quiçá um ovo a cavalo! Niguém se farta de comer carne! É a refeição predilecta do homem! E aquela que escolheria para manjar dia após dia! Se os jogadores da selecção fossem sinceros escolhiam o Bife! Agora camarões! Não estou nada a ver o Rui Jorge a comer um arrozinho de cabidela todos os dias! Ninguém aguenta!
É certo que eu prefiro comer um bom peixe a um bife mais ou menos, mas nada tira a fome como o Bife! Os brasileiros já votaram e também chegaram a esta conclusão!
É necessário preservar o Bife, essa instituição que tanta alegria nos dá!

Preferem isto...

...ou isto


quarta-feira, Abril 14, 2004

Portugal sempre foi atrás de muitas das coisas que via no estrangeiro! Nem sequer as nossas revoluções agrícola e industrial foram revoluções à imagem das europeias! Enfim copiamos tudo excepto a Via Verde e outras pequenas coisas!
Mas perguntam vocês... que pequenas coisas?!?!?
E eu digo: "Olhem, por exemplo, o !"
O Elton John é o José Cid inglês e disso ninguém tem dúvidas! Não sei é se o Elton tem algum fetiche com cavalos por altura do Natal e Passagem de ano mas... deve ter outros!
Mas há mais! A recente série policial alemã "REX" foi inspirada na série da Tvi "MAX"! Mas toda a gente sabe isso! O tuga é inspector e o alemão é Kommissar! O REX é o Max alemão!
Os amantes do futebol também sabem que houve um jogador italiano que roubou a imagem de marca de um jogador que brilhou nos relvados portugueses! Todos sabemos que o jogador Attilio Lombardo (conhecido no calcio como o Popeye!) era o Caccioli italiano! Infelizmente não há link para o grande jogador Caccioli mas ele está referenciado aqui como o número 20 do farense. Para quem não se lembra dele basta olhar para o Lombardo!
Estes são só alguns dos que me lembro mas ainda vão aparecer mais umas quantas comparações!






quarta-feira, Abril 07, 2004

Após um interregno demasiado longo (estes exames são uma chatice!) vou postar sobre um jovem universitário que me encheu a alma!
Eu que pensava que em Portugal se ia falando cada vez melhor, no entanto, houve um rapazote, incógnito, que utilizou uma expressão deveras curiosa! É certo que todos nós conhecemos os verbos destrocar, deslargar e tantos outros em que o "des" entra por tudo e por nada! Mas este rapaz, que deve estar em letras, dado o tamanho neologismo empregue, utilizou um sinónimo de largar que ninguém sabe porque é que não está nos dicionários desde todo o sempre! Isto devia ser aprendido na escola!
Ele disse tão simplesmente DESAGARRAR!!!
E deu-me um daqueles arrepios!


quinta-feira, Março 25, 2004

Ando há algum tempo a adiar um post de cáca. Devem estar agora a pensar que vai ser um mail chato, aborrecido, sem "verve"! Mas não... é mesmo sobre cáca!
Faz-me muita confusão o tempo que as pessoas perdem sentadas em cima de loiça a gemer! Neste campo sou como uma troca de pneus na Fórmula 1, uma corrida contra o tempo, diria mais, é claramente como a última pit stop em que os carros só levam um pouco de gasolina para chegar ao fim, conhecida como "Splash & Go". Não entendo porque é que as pessoas perdem tempo com uma coisa que não lhes dá qualquer tipo de vantagens! É certo que sabe bem quando estamos mesmo no limite das nossas forças e acabamos com aquele sofrimento prolongado que nos provocava um tremendo desconforto, mas 30 minutos numa casa de banho?!
Há pessoas que demoram uma eternidade! E eu não sei o que é que elas lá estão dentro a fazer?! Será que levam o game boy!? O Expresso?! Ou a Eneida e insistem a chegar ao fim enquanto sentados de maneira comprometedora?!
Mas para mim o mais terrível que consigo imaginar são pessoas que "aproveitam o tempo" para fazer chamadas telefónicas... não quero imaginar que já recebi um destes telefonemas... pelo menos, se recebi, tiveram o cuidado de não puxar o autoclismo para eu não perceber!
Acho sinceramente que deve haver aí um mercado de latrinas "high tech" que me anda a escapar! Umas sanitas com suporte para o jornal, para a caneca, com um computador portátil incorporado donde permite pedir, via net, os produtos higiénicos que estão a acabar, e tantas mais coisas que se poderiam incorporar nesta super sanita!
Por favor ajudem-me a solucionar este problema! Digam-me o que fazem as pessoas tanto tempo na casa-de-banho!


sábado, Março 20, 2004

Surgiu-me à dias a seguinte questão: O Super-Homem não faz sentido.
Eu sei que ele não existe, não é isso. O conceito é que assenta num erro lógico.
Senão reparem:
O Super-Homem tem aqueles poderes porque nasceu noutro planeta, filho de extraterrestres.
Logo, o SH é um extraterrestre.
Mas se o é, então não é Homem.
Quanto muito seria um Super-Extraterrestre.
Mas no seu planeta, dentro da sua raça de extraterrestres todos têm todos os mesmos poderes que ele (ou teriam se não estivessem todos mortos por uma explosão, ou lá o que é).
Logo, não há nada de extraordinário nele.
Logo, não é Super nada.
É só extraterrestre.
E impingiram-nos isto desde a infância... Uma coisa com vícios lógicos tremendos...

quarta-feira, Março 17, 2004

Tou a chegar a um ponto de saturação nunca antes visto! Ando farto de ir à caixa do correio buscar cartas, de empresas que nunca ouvi falar, com prudutos que ninguém usa a preços verdadeiramente imbativeis!
Há também aquelas cartas que dizem que posso já ter ganho €50.000, mas para isso tenho de gastar uma fortuna em 100 fascículos de culinária do Chefe Silva! O Chefe Silva é um Chefe à maneira mas toda a gente sabe que aquele tipo com o chapéu grande é melhor...ou até mesmo o Michel!
Mas o pior de tudo é o envelope RSF. Este envelope pode ser o fim da tranquilidade das nossas caixas de correio. Todos sabemos que quando uma destas empresas recebe um RSF com os nossos dados espalha pelas outras empresas manhosas e passamos a receber publicidade enganosa todos os dias! O RSF é simples, é fácil, não incomoda mas acaba com a nossa caixa de correio. E depois quando vamos de férias temos de pediar a um coitado de um amigo para ir lá esvaziar o lixo da caixa e dar de comida ao peixe!
Mas... há sempre um mas... a solução para esta bola de neve é simples! A ideia é tão simples como enviar os envelopes RSF com os dados... da empresa que nos enviou a carta! Não há nada mais simples e assim eles levam com o que nós não gostamos! Agora é que eles vão ver os transtorno que nos causam! E ainda por cima pagam o RSF remetido a eles mesmos!
Espero que todos sigam o meu conselho e que acabemos com os RSF e a publicidade enganosa!


terça-feira, Março 09, 2004

Continuo na senda dos anúncios televisivos, mas agora já não são os mais velhinhos, como a pasta medicinal Couto ou o restaurador Olex, mas os anúncios especialmente dirigidos às mulheres, nomeadamente aqueles que SÓ são dirigidos a elas, os anúncios de pensos higiénicos!
Não sei se já repararam mas são os anúncios mais eufemisticos da história, nada é grande, nada doi e tudo são "inhos". Desde dorzinhas, a pensinhos, ou de abazinhas a fluxozinhos, há uma panóplia de "inhos" por onde escolher! É certo que dizer pensozão ou fluxozão não é bonito, mas porque é que dizem "nos dias de maior fluxo" e não "nos dias de muito fluxo"?! É porque não conseguem dizer que é muito! Em regra é pouco mas há dias que tem mais!? Eu também não quero que digam "fluxo pa'caraças" mas que sejam realistas e passem uns anúncios softs durante o dia e à noite passem os anúncios mais realistas, mais hardcore! Assim, (utilizando uma linguagem altamente futebolística) ninguém escamoteia a verdade desportiva!


quarta-feira, Março 03, 2004

Descobri algo que me deixa muito feliz! Pensava que a "Pasta Medicinal Couto" (deve ser lido com voz anasalada) tinha desaparecido do mapa mas ela vive! E pelos vistos não vive mal! Encontrei na Internet sites que vendem esta maravilhosa pasta! E eu que pensava que nunca mais ia ver ver aquele preto de dentes fortes a andar a roda com uma cadeira na boca!!! Foi sem dúvida um dos grandes momentos dos anúncios televisivos em Portugal!!!
Meu Deus, como eu estou contente!
Quero iniciar aqui um forte apelo à família Couto: "Por favor, voltem a por o anúncio no ar e ponham a pasta a venda!" Eu quero que a pasta medicinal Couto seja o sponsor oficial das nossas selecções, quero que esteja na boca dos portugueses, quero o melhor para o país e para os Couto!
Se quiserem saber a história da pasta de dentes e a contribuição Couto vão aqui.
Se quiserem comprar a "pasta medicinal Couto" podem ir aqui ou aqui
"Palavras para quê, é um artista português e usa...Pasta Medicinal Couto"


quinta-feira, Fevereiro 26, 2004

Hoje pensava naqueles imigrantes que vieram para Portugal à procura de uma vida melhor. Deixaram as famílias e amigos para trás, vida deles, ao contrário da de Paulo Futre, deram uma volta de 180º (a de Futre foi de 360º). Depois pensei que uma boa forma de integração na sociedade portuguesa seria ficarem a trabalhar no S.E.F. (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), eles já conhecem o modus operandi das máfias e sabem as matrículas dos camiões que os trouxe! Nada melhor do que alguém que já passou por tudo!
Mas o que mais aborreceu foi a impossibilidade dos imigrantes brasileiros trabalharem no S.E.F., imaginem o que seria um trabalhador brasileiro do S.E.F. aparecer numa operação secreta e a primeira frase ser: "Oi, tudo legal?!"


terça-feira, Fevereiro 24, 2004

Já me tinha esquecido na maravilha que é o Entrudo! Tirando as naturais férias escolares e o feriado, não há nada que me fascine no Carnaval. É certo que em tempos idos era um adepto fanático do Carnaval e tinha sempre uns quantos fatos preparados para estes dias/noites intensos. Mas com o tempo a magia desaparece...
A monotonia carnavalesca é algo incontornável, todos os anos é igual, as máscaras só mudam com escândalos ou guerras e a música, meu deus, a música é sempre a mesma! Era eu uma criança já conhecia meu amigo Charlie Brown de trás para a frente! Eu já sabia que a cidade é maravilhosa! E tantas outras músicas que se atropelam durante 4 noites em loop na aparelhagem de qualquer tasca!
Depois há outras coisas que o Carnaval tem que são incontornáveis, como a máscara do grande Alberto João e o grande corso da mealhada, recheado de miúdas flácidas de biquini e todas branquinhas como cal!
É por estas e por outras que o Carnaval já não mexe comigo, só espero que a música se desenvolva um pouco e que não passem as mesmas vezes e vezes sem conta!


quarta-feira, Fevereiro 18, 2004

Agora que a educação sexual foi, muito puritanamente, rebaptizada educação para a saúde, a palavra "saúde" ganhou mais um significado ou conotação possível. Assim tornou-se indissociavelmente ligada ao sexo. A partir de agora sempre que ouvirem uma velhilha perguntar à outra: "Então, essa saúdinha?", podem traduzir mentalmente por: "Então, essa sexualidadezinha?". O que faz com que a invariavel resposta: "Vai andando..." ganhe novas e assustadoras possiveis leituras e interpretações.


domingo, Fevereiro 15, 2004

É verdade, hoje é dia de derby, ou como se diz por esse Portugal fora, dia de "derbe"! Fui fazer uma pequena pesquisa sobre um senhor, que é mais do que um senhor, é um Guru, e os seus comentários futebolísticos. Como já devem ter calculado estou a falar do Guru do futebol Gabriel Alves!
Este senhor tem acompanhado a minha vida de fã da bola desde que comecei a ver jogos de futebol e os resumos e comentários aos jogos! Lembro com saudade aquele resumo da Premier League aos sábados à tarde com a apresentação do Gabriel, com a sua pronúncia "very brittish" e a sua linguagem futebolística. Consta mesmo que Gabriel criou uma nova linguagem para o futebol, criou e adaptou conceitos ao desporto rei que até aí eram desconhecidos aos demais! Palavras e expressões como: "Um maior superavit tecnicista por banda dos encarnados"; "A técnica da força contra a força da técnica"; "Um jogador tactico-tecnicamente muito evoluído"; "Majestoso"; "Fado verde já canta a saudade"; "Um monumento no estádio de Alvalade (Quando João Pinto marca o 1º golo do Benfica no 3-6 em Alvalade"; "Derby dos derbys"; " A selecção não jogou nem bem nem mal, antes pelo contrario"; "de facto, o esquerdo não pede licença ao direito, o direito não pede licença ao esquerdo".
Tendo em conta a importância destes ensinamentos que nos têm sido dados pelo "mestre", julgo ser fundamental a criação de uma pós-graduação universitária, ou mesmo Mestrado, sobre a "linguagem desportiva e o contributo de Gabriel Alves". É certo que não se excluiriam cadeiras como "Introdução ao Pinto da Costa", "Princípios Gerais da Bola Branca", "Sociologia do pelado" ou "Ética e Deontologia no Desporto Rei".
É verdade que para iniciar esta fase de implementação dos estudos em homenagem a Gabriel Alves é fundamental congratular esta pérola jornalística com um Doutoramento "Honoris Causa"! Nada é mais merecido ou justo que uma cerimónia em louvor deste grande poeta!
Viva gabriel...Viva!!!
Vou deixar links com alguns sites que têm estas maravilhas do mundo da bola! A não perder!

http://numax.no.sapo.pt/bacoras.html

http://alunos.cc.fc.ul.pt/~l23294/comix/anedotas/bacuras.html

http://zorro2u.tripod.com/Havefun/id7.html

http://www.megabenfica.com/anedotas/gaffes.asp

http://homepage.oninet.pt/783mrm/humor_futebol.htm

http://www.geocities.com/colosseum/3505/portugues.htm

http://www.geocities.com/CapitolHill/6368/futebol.html

http://tomas-tapilula.weblog.com.pt/arquivo/012812.html


terça-feira, Fevereiro 10, 2004

Hurra!Este blog chegou às 5000 visitas!
Quero desde já agradecer à minha família, especialmente à minha avó que me visitou 4000 vezes! Aos compinchas de MBA que são uns tipos porreiros! Ao Rui Lanceiro que se atirou de cabeça à Batata dando uma maior vivacidade e acutilância a um Blog que passava por algum descrédito na blogosfera (ninguém vinha visitar!). A todos os outros blogs que têm um link simpático para aqui. E a todos os que aparecem e não ficam e, principalmente aos que aparecem e vão ficando! Muito obrigado, agora um lenço s.f.f. porque eu tou que nem posso!


Há pequenas coisas que a mente humana não consegue explicar! Pequenas coisas que fazemos todos os dias e que não reparamos na palermice que elas são! Uma das coisas que tenho reparado é a palermice dos óculos! Não estou a dizer que os óculos são palermas, mas o que nós fazemos com eles é que é estupido.
Quem é que não tira os óculos para ouvir melhor?? Toda a gente tira os óculos para prestar maior atenção ou para ouvir mais atentamente o que que lhe está a ser dito! Quantas pessoas é que não olham por cima das lentes e depois tiram os óculoas dando aquele ar interessado e atento!
Também me foi dito que há pessoas que colocam os óculos para ouvir melhor, o que ainda é mais estranho! Chego à conclusão que deve variar confome se veja melhor ao perto ou ao longe! De qualquer modo à sempre aqueles que não tiram os óculos para ouvir, são aqueles que desde que se conhecem que têm óculos, esses sim ouvem bem em qualquer ocasião, pelo simples facto de não verem absolutamente nada sem óculos!
É certo que esta teoria não se verifica sempre mas se repararem bem 99% das pessoas reage desta maneira!


sexta-feira, Fevereiro 06, 2004

A minha rua é um inferno! Não há nada pior do que viver numa rua estupidamente cheia de velhotes! É tudo muito lento, tudo muito pausado, como se o amanhã pudesse esperar uns meses! é principalmente problemático quando o passeio se torna estreito e torna uma rápida ultrapassagem impossivel, pior ainda quando dois amigos velhotes de longa data se encontram nesse passeio estreito! Eles abrem os braços a cinco metros de distância e primeiro que se encontrem para consumar o abraço demora uma eternidade!
Outro grave problema na minha rua é a falta de consultórios de geriartria, porque se eles existissem andavam menos velhotes na rua e estavam todos nas salas de espera dos consultórios para fazerem a mesma pergunta da semana anterior!
No entanto o que mais me fascina/apoquenta é a tosse! A tosse dos velhotes pode ser uma arma letal, pode provocar a morte mais estúpida da história mas também a mais dolorosa! Imaginem que a aquela tosse faz deslocar placa, na segunda vez que for a tossir a placa sai disparada da boca e transforma-se num projéctil directo à nossa cabeça! Imaginem como não será a dor do impacto e os traumas que aquela pancada pode causar!
Sendo assim queria pedir à minha junta de freguesia que colocasse na parte interior dos passeios aguelas cadeiras eléctricas, geralmente utilizadas para subir escadas, que permitissem à terceira idade da minha zona circular sem perturbar os outros transeuntes! Era só criar um sistema semelhante ao dos autocarros para a utilização dessas cadeiras, a utilização do cartão "Lisboa Viva" adaptado aos nossos cidadãos idosos!
Fica aqui o meu apelo aos idosos que gostam da Batata Quente para começarem a pensar na mobilidade dos outros cidadãos e para pedirem na vossa junta de freguesia a vossa cadeira e o vosso cartão de utilização!


sexta-feira, Janeiro 30, 2004

Num post anterior falava sobre o fenómeno "Palito", que tal como é do conhecimento geral, é um elemento inconturnável da cultura portuguesa e quiçá da cultura ocidental!
Gostaria de ter tido a oportunidade de me deslocar à Torre do Tombo e à Biblioteca Nacional para pesquisar a oriem do termo palito, quem foi o génio que o criou e há quanto tempo temos o palito entre nós.
Quer-me parecer que o palito foi descoberto por um profissional da carpintaria, essa arte milenar tão nobre e tão incompreendida. No entanto, este "descobridor" não era um grande carpinteiro, era provavelmente conhecido como o "Zé das Lascas" dada a quantidade abusiva de lascas que produzidas.
Cert o dia, este grande homem, após um farto repasto de leitãozinho à bairrada, chega à sua oficina fazendo aquele gesto típico com a língua para tirar aquele naco de carne de leitão mais fibroso que havia ficado nos seus dentes. Contemplando a sua oficina repara numa lasca que brilhava mais do que as outras (momento inspirado em diversos filmes e bandas desenhadas de qualidade duvidosa), pega na lasca cintilante e com uma das suas extermidades saca o naco de leitão dos dentes e sente-se o homem mais feliz do mundo!
Zé das Lascas, com o seu espírito de grande visionário, tal qual "Da Vinci", fala com o IAPMEI, arranja um subsídiozito e transforma a sua tosca oficina numa fábrica de palitos, extremamente "High Tech".
O resto é história...
(Actualmente Zé das Lascas é casado, não tem filhos, vive com sua mulher na Fonte da Telha, a sua empresa é agora uma multinacional cotada no Nasdaq e recentemente colocou uma OPA à fabrica de contraplacados de Belmiro de Azevedo) (Outro momento inspirado não em filmes de qualidade duvidosa, mas em filmes de péssimo conteúdo artístico e com enredos e histórias patéticas!)


segunda-feira, Janeiro 19, 2004

Creio poder fazer uma afirmação deveras arrojada. Descubri o motivo de os taxistas portugueses serem, na melhor das acepções possiveis feios porcos e maus. No fundo trata-se de um esquema arrojado do Ministério do Ambiente de forma a promover o transporte colectivo. De que forma? Muito simples, as pessoas que em condições normais usariam o taxi como meio de transporte priviligiado, deixam de o fazer, porque à certas coisas que ninguém consegue aturar (caminhos 3 vezes mais longos do que o habitual, bandeiradas que sobem com a gasolina mas não descem, rádios em altos berros, aquela mulher esganiçada do "radio-taxis à praça do Chile, radio-taxis à praça do Chile" de 5 em 5 minutos, etc...) e acabam por preferir utilizar os transportes públicos, o que é bom para o ambiente. Por outro lado, conheço muitos condutores que preferem evitar conduzir em Lisboa por causa dos táxis (aqui nem vou tentar fazer uma lista exaustiva dos atropelos à condução). Assim mais uma vez ganha o transporte público, ganha o ambiente! Obrigado Ministério do Ambiente que velas por nós! Daqui vos exorto táxistas de Portugal, continuai com o bom trabalho! A bem do ambiente, a bem da nação! Um grande bem aja!


domingo, Janeiro 18, 2004

As modas são como os jogadores no Benfica, jogam uma época e na seguinte já estão a jogar num clube de segunda ou terceira linha, onde todos pensam que têm o melhor jogador do mundo! Nunca fui muito de modas, nem com o Equador de Miguel Sousa Tavares, tenho-o em casa vai para um ano e ainda não lhe toquei, estou à espera que saia a vigésima edição para o ler descansado! Outra moda que não entranhou foi esta moda dos programas televisivos musicais, tudo canta, tudo dança, é tudo um flop. Já os big brothers e afins não tinham feito mossa na minha couraça!
E isto da moda é muito cansativo, é preciso estar sempre atento ao que é novo, se tem qualidades para se tornar moda, se somos os primeiros a entrar no novo movimento e, o mais importante, se ficamos na moda muito depois de ela ter acabado! Quem é que tempo para estas coisas?! Quem é que se preocupa com estas coisas todas?! Devem ser as pessoas que têm as vanguardistas frases como:"O laranja é o novo encarnado!" ou "Os calções são as novas saias!" e a mais usual "O bikini é o novo vestido de gala!".
Imaginem agora estas expressões inteligentes em assuntos totalmente diferentes e igualmente estranhos, como: "O restaurante chinês é a nova churrascaria"; "O campo é a nova cidade"; "O Algarve é a nova Inglaterra" (não está longe da verdade!); "O puto da Operação Triunfo é o novo José Cid!". Eu não sei se o que disse é verdade mas para muita gente é capaz de ser, é capaz de ser uma nova moda que se esteja a implantar eu não saiba...para variar!
Fica o mote: "A não moda é a nova moda"


sexta-feira, Janeiro 16, 2004

Aviso aos mais distraídos

Foi colocada mais uma funcionalidade neste Blog! Agora há um tradutor de português para a língua inglesa. Este acontecimento não poderia passar sem uma referência especial porque estamos perante um péssimo tradutor, que não consegue traduzir as palavras com acentos nem algumas palavras como "regabofe" ou mesmo "ramboia"! Conjugações verbais são do piorio e tudo e tudo e tudo!
Com o alargamento do espaço europeu é necessário estar preparado para enfrentar os baixos salários e instrução superior dos países de leste, para isso aconselho todos a colocarem péssimos tradutores nos vossos sites e blogs para a blogosfera portuguesa estar um passo mais à frente, sempre na crista da onda!


sexta-feira, Janeiro 02, 2004

Queria começar o ano com o post dos posts. Queria abordar um tema, que embora não seja tabu, é um assunto delicado e que merece toda a atenção e cuidado. Sem querer afectar o regular funcionamento das instituições democráticas e toda a conjuntura política, económico-financeira, mas principalmente a vertente cultural e espiritual do nosso país, gostava de escrever sobre um assunto que se reveste da maior importância para o futuro das nossas vidas.
É certo que não é um ingénuo post meu que vai colocar em perigo o futuro da sociedade tal como a conhecemos, mas também não queria pensar que ele iria passar despercebido pelos meus dois ou três masoquistas leitores. Dado o carácter sensível do assunto julgo que será melhor ressalvar que o post não tem qualquer aspiração a ser um post de culto ou mesmo o post que revela toda a essência deste blog, não... o que ele pretende demonstrar é que à nossa volta há uma multiplicidade de fenómenos, já com raízes profundas na sociedade ocidental, que nos passam ao lado pelas suas caracaterísticas eminentemente humanas e ao mesmo tempo animalescas. Não gostava de pensar que a boçalidade é uma característica intrínseca à maioria dos Homens mas este fenómeno leva-me a admitir que em milénios de existência o homem teve algumas grandes falhas e outras grandes inúteis ideias. A inablilidade do Homem para resolver questões complexas levou-o a ir pelo caminho mais fácil, pelo caminho menos sinuoso, o que levou a uma deturpação do dever ser, do que o homem deve aspirar a ser e do que deve ser! Não quero ser eu a ditar o porquê das coisas, não quero ser eu a apontar as falhas do Homem, até porque se há alguém com falhas sou eu!
Mas... o PALITO!?!?


terça-feira, Dezembro 30, 2003

A Batata deseja a todos um ano 2004 cheio de ramboia, regabofe, pagode e de tudo o que há de bom nesta vida! Cá estaremos em 2004 para vos dar mais umas lógicas da batata!


domingo, Dezembro 28, 2003

Após este gordo Natal ficou mais difícil fazer desporto, mais difícil mexer-me para fazer o que quer que seja! Lá se vão tomando uns cafézitos com alguma dificuldade e umas voltitas à beira-mar para dar cabo da barriga. Nestes cafés desportivos reparei que muitos estavam nas mesmas condições! Faziam aquele gesto que se iam levantar mas não se levantavam para dar uma beijoca à menina que acabava de chegar!O gesto de ficar a meio caminho e de rabo espetado é um clássico, mas é preciso uma boa condição física para o praticar condignamente, o que não joga com um farto Natal! Já é normal fazer o gesto de se levantar para cumprimentar e esperar pelo - "deixa 'tar, não te levantes!" - mas este Natal foi um abuso! Ninguém se levantava! Nem o gesto faziam!
O gesto é bonito por isso continuem a trabalhar nesses abdominais!


terça-feira, Dezembro 23, 2003

Queria desejar a todos os leitores, aos navegadores errantes da blogosfera e aos que não gostam da Batata um Feliz Natal, cheio de Batatas quentes ou frias, cozidas ou a murro, que recebam umas meias CD ou Lassie e umas cuecas Abanderado que dão sempre jeito. E para aqueles mais friorentos uma camisa interior Termotebe igual à do pai ("Eu uso uma Termotebe e o meu pai também!!").

Feliz Natal


Sponsored By:

Abanderado & Lassie



domingo, Dezembro 21, 2003

A televisão continua a ser uma grande fonte de inspiração, especialmente quando a vejo de manhã, à tarde ou mesmo à noite! Aquele programa fantástico da Tvi, o "Vidas Reais", é dos que eu mais aprecio, não pela sua qualidade, não pela sua brandura, não pelo seu apresentador, mas sim pela qualidade de casting. Casting fantástico! Não se enganem, não estou a falar do casting dos "casos reais" que lá aparecem, aqueles bananas todos que lá aparecem são péssimos actores ou péssimos na vida real, estou a falar do casting às velhotas que estão na plateia. O trabalho que não deve dar para encontrar as velhas mais rezingoas das nossas praças e mercados! Não lhes passa nada ao lado e conseguem ter o condão do mal numa só palavra, que em regra não pode ser reproduzida à hora do jantar devido às pessoas susceptíveis de ficar impressionadas que veêm um sangrento telejornal!
Já estou a imaginar uma brava equipa de head-hunters à procura da mais refilona, mais "buçuda" e mais aquele "je ne sais quoi" característico da velhota do mercado que ninguém sabe o que é! Agora imaginem o que não é convencer uma velhota que aquilo não é uma filmagem para os apanhados e que ela ganha um vale de €25 no "Jumbo" se ela for ao programa. Mas o saber destas equipas reside em encontrar aquela velhota que é Presidente de uma associação de jovens reformados que não têm nada que fazer e ainda querem ter uma voz no mundo, ou encontrar aquela velhota que faz terapia de grupo para controlar a sua raiva! Este último fazia um sucesso de um programa!


quinta-feira, Dezembro 18, 2003

Mas quem é o pai desnaturado que chama à filha Cátia Vanessa? Ou Rita Margarida? Ou Maria Albertina (o meu favorito porque genuinamente português)? Ou Cipriano José? Ou... a lista é interminável. Será que não percebem que estão a condenar os filhos a uma infância de infelicidade, ou pior: a adolescencia... Lembrei-me disto quando me falaram de uma rapariga que se chamava Ivete Maria Graciete... sim, isto é verdade. Eu ri-me até às lágrimas, não me consegui controlar. Já imaginaram o que ela deve ter passado? Lembra-me um médico obstetra amigo dos meus pais e já a caminho da reforma que quando lá aparecia alguma criança com um nome destes, comentava a alto e bom som para a enfermeira e para quem o quissesse ouvir: "Quem terá sido o filho da puta que deu este nome à criança!"


segunda-feira, Dezembro 08, 2003

A língua portuguesa é fantástica, está sempre em evolução, aparecem todos os dias novos termos para as mais variadas coisas, se entrarmos no mundo do Rap (não quero dizer Ricardo Araújo Pereira - Gato Fedorento) e do Hip-Hop português cada música tem 20 neologismos! Eu, tal como o meu colega batateiro Rui, estamos a favor de uma recuperação da tradição linguística portuguesa. Palavras como reinar e regabofe estão hà muito banidas do dia-a-dia dos portugueses, quero recuperar essa tradição, quero tornar tornar este Portugal num país mais verborreico!
Quando alguém diz- "Aquele tipo é um futre"- quer dizer que ele joga bem à bola mas não é isso que o dicionário nos diz! O dicionário diz que: "Aquele tipo é um homem desprezível; bandalho ou sovina"!!! Meu Deus como é que ninguém utiliza esta expressão!! Eu sei que não me acham muito reinadio mas eu gosto destas expressões, sou old-fashioned... desculpem antiquado!
No outro dia ouvia o meu primo a cantar uma daquelas músicas que ensinam nos jardins de infância, a dada altura ele diz que o Zé ou o chico é lambareiro, e eu fiquei maluco! Finalmente alguém ensina às criancinhas bom português, e o Zé, para quem não sabe, é mesmo guloso! Na rubrica bom português da Rtp1 quero ver também estas expressões e palavras que caíram em desuso!
Só mais uma coisa, quem quiser dar o seu contributo envie para o mail ou deixe um Comment (comentário, em bom português) com as palavras que querem que voltem ao nosso quotidiano! Obrigado!


Mas quem é que mandou aos locutores de rádio andarem a inventar novos termos? Estou-me a referir ao por mim muito detestado "Grande malha!". Malha? Isso é o que faz a minha avó enquanto vê a novela, ou então aquela velha que se senta no lugar do autocarro de onde tu te tiveste de levantar por causa da malfadada boa educação. Ou então é como os fashion-victims chamam às camisolas. Não é, repito, não é um tipo de música, ou um adjectivo de música. A linguagem muda de acordo com a necessidade de novos termos para realidades inexistentes e na natural evolução da lingua falada pela colectividade, não porque algum mentecapto achou piada a um termo e por acaso tinha um microfone à frente da boca. Malha? Mas porquê? As pessoas enredam-se na música, é isso? Será que é muito envolvente? Ou é quentinha? Ou é de ferro? Pois, não sei...


sexta-feira, Dezembro 05, 2003

Ainda esta semana estava eu de passagem pelo Estádio Universitário de Lisboa (EUL) quando vi uma senhora, atleta, a praticar um desporto que me faz muita confusão. É um desporto bamboleante, desengonçado, lento e deve doer até dizer chega! Nada mais do que a marcha! Desde já quero mandar um ósculo muito repenicado à "nossa" Susana Feitor, dignissima representante portuguesa em provas mundiais de marcha, mas Susana, a marcha é muito estranha... Aquele abambolear da anca deve ser difícil de lhe apanhar o jeito, de não deslocar a bacia para parte incerta e, claro, de não ganhar jeitos no andar para o resto da vida! É que a marcha não é correr, não é andar, não é andar depressa... é marchar, mas eu não vejo os soldados a marchar assim?! Será que com o Paulo Portas a marcha vai mais marcha ou vai continuar menos jogo de cintura?!
Admito que não tive tempo (leia-se paciência) para procurar pela origem deste desporto, mas estou em crer que foi inventado por um manco, com pé de atleta ou joanetes com queda para marchas populares! O movimento de anca é inspirado na famosa marcha da mouraria, os joanetes/pé de atleta naquela estranha forma de por o pé no chão aliada à perna manca que fica sempre para trás!
Fica aqui mais um repto a todos os "marchantes", essa anca, essa forma de andar tem de acabar, andem depressa ou corram, não marchem...

Aqui vai a Susanita...


terça-feira, Dezembro 02, 2003

Uma coisa que me fascina é o género de coisas que as pessoas chamam ao emprego que têm para não terem que admitir que o emprego... não é propriamente fascinante. É bem conhecido de todos o famoso "auxiliar de acção educativa" a.k.a contínua. Mas há mais, há muito mais desde o "técnico de salubridade das vias públicas" até ao menos conhecido "fiscal de porte de título de transporte" (sim, é o pica, o revisor). Outro género de pessoa que surgiu recentemente foi o chamado "organizador de eventos". O que raio é um "organizador de eventos"? Alguém que organiza coisas que acontecem? Mas será que as coisas acontecem sem eles? E que coisas serão estas? Eventos? Mas o quê, históricos? Do género "vou organizar um evento, vai ser mais conhecido que a batalha de Aljubarrota"? Se calhar são sociais... mas o que são eventos sociais? Será que são daqueles em que só se pode entrar com o passe social? Ou sociais no sentido de ajuda social? Ou sociais no sentido de pertencentes à sociedade? Mas qual sociedade? Não fazemos todos parte da sociedade? Se sim, então são eventos em que todos podemos entrar? E se não, de qual sociedade estamos a falar? Será que lhe poderiamos chamar, não sei festas? Ou é algo diferente? E em que medida? Será que não é suposto ser animado? E se for animado será que também se tem de contratar um animador social?


segunda-feira, Dezembro 01, 2003

Descobri este "jovem" no Xobineski Patrusca e a curiosidade levou ao descobrimento de uma legião de adeptos do Mahir! Este ícone dos tempos modernos ficou conhecido com a famosa frase "I kiss you" e por ter um inglês tão bom que até já foi convidado para leccionar umas aulas em terras da Senhora Majestade (esta frase foi um bocado à Gabriel "O Guru do Futebol" Alves... mas 'tá bem).
Acho que pouco posso dizer sobre este Adónis que toca acordeão, apenas deixo aqui os links para a sua página e outros relacionados com o Mahir!

Site do Mahir
I kiss you
Mp3 do Mahir
Mahir e as suas concubinas
MahirTrek
Mahir em entrevista à wired
Mahir and his balls
Local de culto a Mahir


PARABÉNS PARABÉNS!!!!
Portugal é o feliz detentor da maior broa do mundo!!
Fantástico! nunca julguei viver para ver o dia em que "tinhamos" uma broa de 400 metros de comprimento! O livro do guiness está cheio de recordes portugueses, todos relacionados com comida, inoperância da administração pública e mais acidentes rodoviários num país, supostamente, desenvolvido!
Na 6ª feira já dizia o Diário Regional de Viseu (leitura obrigatória): "Vai já com mais de cem metros a broa gigante que está a ser confeccionada na avenida da Europa e, ao que tudo indica, irá entrar para o guinesse book como sendo o pão maior do Mundo.
Os organizadores, que ao início tiveram que ajustar um pouco toda a logística da iniciativa devido às condições climatéricas, esperam que na tarde de domingo o recorde, que actualmente está nos 380 metros, esteja batido.
Esta broa gigante terá 410 metros de cumprimento e pesará mais de quatro mil quilos. Na sua confecção estão a ser gastos perto de mil e setecentos quilos de farinha de milho e quatro centos de centeio e ainda perto de mil e quatrocentos litros de água.
A primeira fatia desta broa gigante será cortada na próxima segunda-feira, Feriado de 1 de Dezembro, pelo presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas."
Posso acrescentar que estiveram na sua confecção, nada mais do que, 8 padeiros! E isto é motivo de orgulho nacional, quando se perde uma oportunidade magnifica como a America's Cup!
Neste dia que nos enche o coração de alegria, basta esperar que novas manifestações da força de Portugal apareçam com a força, o querer, a vontade que este projecto, que muitos chamavam de megalómano, e façam um Portugal melhor para todos nós!

A "nossa" é um bocadinho maior!


sexta-feira, Novembro 28, 2003

Devido ao conformismo que grassa na nossa sociedade nasceu um novo tipo de pessoas: as pessoas "porque-sim". Este género de pessoa quando lhe fazem uma pergunta do género: "Porque é que continuas nesse emprego que detestas?", "porque é que continuas com ela se já não a amas?", "porque é que vais sair sempre aos mesmos sítios?", etc, invariavelmente responderiam: "Porque sim". A razão é simples, eles não têem nenhuma razão... é puro conformismo, ou preguiça. Continuam com o mesmo emprego, apesar detestarem-no, porque ao menos têem emprego, continuam com a mesma namorada, porque ao menos têem-na... O meu conselho é igualmente simples, acordem.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Bloco-notas (apdeites) Weblog Commenting by HaloScan.com Divulgue o seu blog! Blogarama - The Blog Directory
Free Tell A Friend from Bravenet Free Tell A Friend from Bravenet